Pote da calma

Pote da calma, método Montessori para relaxamento e exercício de atenção plena.

Meditação

Lembrete:

Escute o Pai da Vida silenciando sua mente.

Ao silenciar sua mente, você dá espaço à consciência do amor. 

Espaço que ocupado pelo ego, nos afasta da verdade e da vida.

Caminho profissional

Férias de janeiro acabando, em casa a insônia é minha companheira, mas o que tanto me aflige em meu período de descanso?

Quem é você profissionalmente? Pergunta a voz em minha mente. Muito bem, já que o sono não vêm e essa pergunta me incomoda, aqui estou para tentar respondê-la.

Sou formada em Ciência da Computação, esse ano completo dez anos desde a conclusão do meu curso. Desses dez anos, há 8, trabalho em um mesmo lugar, em um mesmo "negócio". Neste cargo já fiz de tudo um pouco, iniciei com pouca experiência e fui me moldando de acordo com as necessidades que o "negócio" exigia.

Nesses últimos anos aprendi muita coisa, principalmente dos detalhes do "negócio", aprendi também muitas coisas técnicas, de tudo um pouco, mas nunca muito de um pouco. A verdade é que me especializei no assunto do "negócio", mas não nos assuntos técnicos nos quais eu havia me formado. Claro que sem os conhecimentos técnicos, eu jamais conseguiria ter me especializado nesse "negócio". 

Mas o que me incomoda é ter me deixado levar, mais uma vez pelo comodismo, e não ter buscado, talvez, não ter tomado as rédias da situação nesse tempo que passou. Veja como isso tem tudo a ver com o objetivo desse blog, preciso me encontrar, também profissionalmente, para continuar no caminho do amor. Como posso me sentir completa e feliz, se na maior parte do tempo, em que eu estou trabalhando, algo não vai bem?

Ter me especializado no negócio pode não ter sido tão ruim, poderia investir nisso, estudar mais, me aprofundar, mas dessa forma cada vez mais eu estarei me afastando do que eu realmente gosto, da escolha que eu fiz: a Computação.

Será que a acomodação, o medo ou a preguiça vão me vencer mais uma vez? Essa voz que me incomoda, lá no fundo da minha mente, prova que não, ela é a força que preciso para, de novo, acordar de mais um sono profundo, que me ilude e me afasta de minha felicidade. 

Não tenho o mapa do caminho pronto confesso, mas acredito que o primeiro passo já dei: tirei a bussola do bolso!





Dona Ráfia teimosa

Mais de um ano se passou desde a última florada da nossa conhecida Dona Ráfia. Por que será que a danada não nos presenteou com mais uma bela inflorescência?

Dona Ráfia mais uma vez se acomodou em seu vaso branco, bem no cantinho da sacada. Ela achou que estava tudo bem por ali e que não precisava se preocupar com mais nada, já havia florescido e estava tranquila, imaginando que o necessário fora feito. Esqueceu-se que para continuar bela e feliz precisaria tornar os esforços de sua pré-florada hábitos para a vida toda. Murchou deixando de lado os exercícios, a boa alimentação e a meditação.

Preguiçosa, não continuou o aprendizado que sua jardineira lhes passou. Imaginou que se sua cuidadora a liberou, era porque estava curada e não precisava mais de tanto zelo. Apesar de saber que eram cuidados importantes e que deveriam continuar para a vida toda, assim como passar fio dental nos dentes, por exemplo. 

Essa ráfia sabe muito bem de tudo isso, sabe que pode florescer novamente, jamais esquecendo que trata-se de uma inflorescência: a flor vem de dentro, não adianta esperar nada de fora.

Esperamos que este ano essa Dona Ráfia teimosa deixe o comodismo no canto da sacada e nos encha de alegria com mais belas surpresas!

Liberdade

Há duas semanas não tomo mais meu antidepressivo. O desmame começou logo que recebi alta da terapia. Juntamente com meu psiquiatra, gradualmente fui retirando a droga que muito me auxiliou no início de minhas crises, mas que agora tornou-se desnecessária. Decidi jogar a muleta fora e caminhar sozinha.

O inicio do desmame foi difícil, meu corpo já acostumado com as substâncias, pediu socorro quando o nível da paroxetina começou a diminuir. Senti muitas tonturas, sensações inexplicáveis e o pior, sensação de estar pisando no limiar da sanidade e da loucura novamente. Mas com o tempo, essas sensações foram diminuindo e fui recobrando a confiança nos meus passos.

Não que eu esteja totalmente curada, ainda tenho momentos de muita ansiedade, de tristeza, mas agora é diferente. Sinto-me protegida por algo maior, algo que não consigo descrever com palavras. Tento controlar o futuro, mas no fundo eu sei que não preciso, entendo, ou pelo menos tento entender, que o futuro não existe.

Quando lembro que só o que temos é o agora, a liberdade mostra-se com toda sua beleza. As grades do tempo somem e tenho vontade de voar. A paz que sinto é tão grande, que todas minhas preocupações, medos e dúvidas desaparecem como que em um passe de mágica. Só consigo sentir o amor nesse momento. O amor de algo tão grande que tudo faz por nós, que tudo nos provê.

Liberte-se do tempo, das aflições, do passado ou do futuro. A vida está acontecendo AGORA!


Regina

Gratidão é o sentimento que sinto quando me lembro que minha última sessão da terapia se aproxima. Isso mesmo, a partir de semana que vem terei alta da terapia com a psicóloga.

Quando em meus textos, cito trechos em que minha psicóloga foi personagem importante, ela diz que foi apenas uma figurante. Não concordo com sua conclusão.

Regina, a psicóloga, foi guia no meu engatinhar para a iluminação e cura dos meus males da mente. Com destreza, soube me levar pelos vales escuros de meu ser, e me ajudou descobrir o farol que dentro de mim estava apagado.

É claro que a cura dos males da mente e do coração, está dentro de cada personalidade, mas faz-se necessário auxílio de alguém capacitado e pronto, para facilitar e amenizar as dores dessa busca.

Regina me ajudou a descobrir que atrás da razão dos meus medos, um dom muito bonito e divino se escondia. Mostrou-me que a mediunidade não é nenhuma doença ou maldição, e sim, um dom a mim atribuído e que posso escolher usá-lo de maneira sadia.

Talvez meu despertar não tivesse acontecido da maneira que ocorreu, se em meu caminho não tivesse encontrado um profissional capaz de leituras além das científicas, descritas em livros técnicos.

Agradeço ao PAI por ter colocado em meu caminho esse canal de luz tão poderoso. Oro para que o amor inunde seu ser todos os dias, e que te de força para continuar a ajudar outras pessoas, como me ajudou.

Gratidão!

O amor