São Tomé

Quem nunca escutou a expressão: "Só acredito vendo!" ou "Sou igual São Tomé!". Essa é uma característica minha, e acredito que de muitas outras pessoas também. Não consigo acreditar em algo que eu não tenha visto ou sentido, parece que se isso não acontecer não posso dar credibilidade.

Curiosa, pesquisei a respeito de porque São Tomé tem essa fama, e descobri em uma passagem bíblica da vida de Jesus, mais especificamente no momento de sua ressurreição (João 20:24-29).
São Tomé era um dos doze apóstolos de Jesus. No momento em que foi revelado à Maria que Jesus não havia morrido ele não estava presente. Ele só ficou sabendo tempo depois, e não acreditou no que lhes diziam. Ele só acreditaria se pudesse ver Jesus e as chagas em suas mãos. Ele não queria apenas vê-las, mas também tocá-las. Em uma nova aparição Jesus chamou a Tomé e pediu para que ele tocasse em suas chagas. Jesus então disse: "Não sejais incrédu-lo, mas crente. Creste, porque me viste? Bem-aventurados os que não viram e creram".

Agora entendo a resposta que meu guia espiritual me deu quando o perguntei: Por que as pessoas preferem ficar nas trevas? Ele me disse que as pessoas precisam deixar de ser como São Tomé, precisam crer no amor sem precisar tocá-lo.

Essa conclusão faz todo o sentido, meu despertar só começou depois que eu pude sentir todo o amor divino sendo derramado em mim desde o Toque de Sol, antes disso eu não sabia o que era o amor, meu entendimento estava somente no âmbito humano e não divino. Eu até ouvia falar desse amor maravilhoso de Deus, mas como nunca havia sentido não podia crer.

Preferimos continuar nas trevas, não porque seja o melhor, mas porque ainda não acreditamos que algo melhor exista, ainda não experimentamos algo divino. Dessa forma, ficamos parados do jeito em que estamos, sofrendo sem acreditar que o amor de Deus exista e que esse amor pode nos amparar.

Agora penso, quanto tempo perdido, esse amor estava aí disponível o tempo todo e só pude usufruir a partir do momento que algo me fez sentir e eu pude tocar. Será que se eu tivesse me permitido crer antes de sentir, não poderia tê-lo alcançado sem dor? Será que esse chacoalhão precisaria ter me acontecido para que eu acordasse?

Rezo para que todos possam chegar a esse amor divino sem dor, apenas crendo, não sendo como São Tomé e sim, escutando o conselho de Jesus: "Bem-aventurados os que não viram e creram".


Nenhum comentário:

Postar um comentário