Retrospectiva 2015

2015 foi o ano em que completei meus 30 anos de idade. Se passei pela crise dos 30 não sei dizer, sei que foi um ano de escolhas. 

Comecei 2015 saudável, casada, com uma filha, em uma casa própria e em um trabalho estável. Não tinha nada do que reclamar, tinha (e ainda tenho) tudo o que sempre sonhei. Não existia nenhum problema evidente que pudesse desencadear uma possível crise.

No primeiro trimestre do ano, em exames de rotina, descobri que estava com o colesterol acima do tolerável, procurei cardiologista, fiz mais exames, e remédios me foram receitados. Teimosa não tomei os remédios como recomendado, no fundo era o medo já se manifestando.

No dia do meu Desabrochar foi que a história começou a ficar legal, um furacão entrou em minha vida e não deixou nada mais no lugar, perdida naquele turbilhão de emoções, acreditava que estava enlouquencendo e que meu fim estava próximo. Busquei de inúmeras formas me proteger e fugir daquela tempestade terrível. Foi então que me vi no centro do tornado e tudo pareceu calmo e tranquilo, e pude sentir o Toque de Sol.


Se eu tinha dúvidas que Deus existia, elas acabaram ali. No momento em que vi aquele céu azul e aquele sol brilhante no meio daquela tempestade, tive a certeza de que algo maior existe e que nos ama muito, assim como um pai e uma mãe cuida de seus filhos.

A tempestade não passou por completo, mas afinou e ficou mais branda, podia enfrentá-la com mais confiança e principalmente amor. Descobri que podia (e ainda posso) Respirar amor e preencher meu coração antes vazio, desse sentimento único e inigualável. 

Neste ano muitas revelações foram feitas de minha história antiga, exorcisei muitos fantasmas que atrapalhavam minha evolução e pude entender a importância de Não julgar, já que os nossos erros só nos ajudam a crescer e que o amor é sempre a motivação de tudo.

Nesse último trimestre dei asas à minha Criatividade e me encontrei também na poesia. Não me importo se não tem ninguém aí do outro lado da tela, porque sei que o amor encontrará seu caminho, talvez não seja através de mim, do meu blog ou de minhas poesias, mas tenho a certeza de que ele alcançará quem precisar.

Você pode perguntar agora, por que um ano de escolhas? Passei pelo olho do furacão de olhos abertos, mas poderia ter passado de olhos fechados. Poderia ter escolhido continuar naquela tempestade, acreditando que ninguém poderia me ajudar. O meu maior aprendizado foi que preciso ter mais fé e acreditar que tudo acontecerá segundo a Vontade de Deus.

Agradeço a Deus pelo ano que passou, por cada obstáculo, por cada lágrima, por toda luta, pois se não fosse esse chacoalhão não saberia como estaria agora. Agradeço pelo amor em mim derramado, pelas amizades que conquistei, pelas amizades que fortaleci, pela família que como minha base sempre me sustentou com seu amor. Enfim, obrigada 2015 por tudo, este ano será sempre por mim lembrado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário