Cantinho do pensamento

Sinto-me envergonhada de levar um belo puxão de orelha hoje. Lembro do velho ditado que diz que a pessoa tem que dar cabeçada na parede para poder aprender. Lembro também de minha mãe chamando minha atenção por eu não ter arrumado minha cama. Acomodada em minha tranquila e confortável situação, esqueço que preciso continuar caminhando e evoluindo.

Não foi por falta de conhecimento, nem por ignorância, mas por acomodação que parei de escrever, de estudar e de crescer. Será que para que eu evolua vou precisar sempre de um empurrão ou um chacoalhão? Por que será que não escolho evoluir pelo amor? Toda vez que sinto estar em um momento de tranquilidade e, até posso dizer, falsa paz, fico estagnada como uma estátua, inerte a qualquer nova situação, sem mover sequer um passo sozinha.

Escutei hoje de Emanoel, meu guia espiritual, que estou acomodada, não só espiritualmente como nos campos: pessoal, familiar e profissional. Ele mostrou em todos esses campos como estou levando as coisas com a barriga. Infelizmente Ele tem razão, consigo ver como isso acontece, mas falta a força de vontade para mudar esta situação. Foi então que Ele precisou ser, na sua luz, um pouco mais firme em sua conversa comigo, assim como um pai ou uma mãe precisa chamar seu filho em um canto para explicar onde o pequeno esta errando feio.

Para evoluir preciso estar decidida assim como, citou minha psicóliga, uma pessoa decide parar de fumar. Quando a decisão acontece, não há nada que mude e, tudo o que a pessoa precisar fazer para conseguir, ela fará. Pois então, para evoluir sei que preciso exercitar a meditação, oração, perdão, alegria, bom humor, entre outras coisas, todos os dias. Se não fizer isso diariamente, vai acontecer o mesmo que com a pessoa que vai à igreja todos os sábados ou domingos, mas que nos outros dias da semana se esquece de continuar em oração, de continuar em contato com o PAI.

Se eu vim para esta vida com uma missão é meu dever cumpri-la. Se tenho um dom, ferramenta ou como seja, preciso usá-lo a favor da vida. Tenho um trabalho a fazer e estou com preguiça? Ou será medo? PAI ajude-me a afastar esses sentimentos do ego que atrapalham minha evolução. Sei que Sua vontade é que eu evolua pelo amor, usa-me como sua colaboradora. Sou uma trabalhadora da luz, pouco sonolenta talvez, mas prestes a despertar com toda vontade e vitalidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário