Raio de Sol

Há dias que o sol não dá o ar de sua graça em nossa cidade. Tímido entre muitas nuvens, de vez em quando ele aparece, mas logo volta a se esconder. Coincidência ou não, desde então não tenho nenhuma intuição nova, parece que estou em um período de hibernação. Em algumas noites de insônia alguma idéia nova aparece, mas não desenvolve.

Esse primeiro parágrafo soou como um lamúrio, mas hoje o sol apareceu e me fez entender que apesar das nuvens de chuva, ele está lá o tempo todo, nos iluminando. O período de chuva é necessário para nutrir a terra, assim como um tempo de silêncio é necessário para renovar a alma.

Nesses últimos dias percebi como o nosso mundo interior, nossa realidade criada em nossa mente, pode interferir em nossas atitudes e escolhas. Fazemos interpretações pessoais de certas situações, que parecem reais mas no fundo não são verdadeiras e, na verdade, não fazem o menor sentido. Criamos verdadeiros monstros para nos atormentar e atrapalhar nosso caminho de amor e felicidade.

Pensei nas palavras: realidade, verdade e matrix.


Você cria pensamentos em sua cabeça que julga ser verdade, mas esses pensamentos são realidade para você, assim como um sonho lhe parece real. 

Consigo entender agora o porquê de tantas divergências de pensamentos, discussões e até guerras. Cada pessoa, grupo ou até mesmo nação, tem a sua visão de realidade de acordo com suas experiências e crenças. 

Se cada um vive em sua realidade, como podemos julgar, ter rancor ou odiar? Acredito que o despertar individual para a verdade vai acontecer, no momento certo, assim como o sol sabe o momento certo de aparecer por entre as nuvens de chuva no céu. O que nos basta é acreditar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário