Dona Ráfia teimosa

Mais de um ano se passou desde a última florada da nossa conhecida Dona Ráfia. Por que será que a danada não nos presenteou com mais uma bela inflorescência?

Dona Ráfia mais uma vez se acomodou em seu vaso branco, bem no cantinho da sacada. Ela achou que estava tudo bem por ali e que não precisava se preocupar com mais nada, já havia florescido e estava tranquila, imaginando que o necessário fora feito. Esqueceu-se que para continuar bela e feliz precisaria tornar os esforços de sua pré-florada hábitos para a vida toda. Murchou deixando de lado os exercícios, a boa alimentação e a meditação.

Preguiçosa, não continuou o aprendizado que sua jardineira lhes passou. Imaginou que se sua cuidadora a liberou, era porque estava curada e não precisava mais de tanto zelo. Apesar de saber que eram cuidados importantes e que deveriam continuar para a vida toda, assim como passar fio dental nos dentes, por exemplo. 

Essa ráfia sabe muito bem de tudo isso, sabe que pode florescer novamente, jamais esquecendo que trata-se de uma inflorescência: a flor vem de dentro, não adianta esperar nada de fora.

Esperamos que este ano essa Dona Ráfia teimosa deixe o comodismo no canto da sacada e nos encha de alegria com mais belas surpresas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário